Arquivos do Blog

Lampião evangelizado?

Virgil Frank Smith , foi um jovem missionário americano que em setembro de 1927 , com 25 anos de idade , chegou ao Brasil , na cidade de Recife/PE .Algo muito interessante foi relatado em sua biografia , parte de seu diário relata : ” Quando Lampião soube que Mata Grande (Alagoas) estava sem policiamento , foi para lá. Eu , calmamente , saí com o carro para experimentar os cavalos. Quando estávamos a uns três quilômetros da cidade , fomos cercados por um grupo de homens de Lampião, que nos fez parar e exigiu 500 contos de réis. Como não tinhamos nem um vintém no bolso, determinaram que mandássemos buscar na cidade. Eu tentei convencê-los de que não tinhamos dinheiro , mas eles nos ameaçaram dizendo para minha esposa : Esse é seu marido ? Você quer conservá-lo ? Então convença-o de escrever o bilhete. E por isso , escrevi um bilhete ao irmão Boyer (Orlando Boyer , autor do Livro Heróis da Fé , foi também missionário no nordeste brasileiro) , que estava na cidade , com a seguinte : Fui preso por Lampião na fazenda dos Maltas , ele exige 500 contos de réis. Não mande nada sem antes consultar a Deus.

A esta altura o grupo de bandidos nos havia levado a vinte e cinco quilômetros a frente , onde o próprio Lampião estava escondido.Enquanto o moço foi até a cidade levando o bilhete, Lampião veio e começou a falar comigo. E na conversa eu mostrei a ele que eu era um anunciador de Jesus , que o amava. Lampião me ouviu com atenção e aceitou alguns folhetos que eu carregava sempre comigo , prometendo que os leria.

Ao receber o bilhete , Boyer, depois de orar , juntou num saquinho de sal um punhado de moedas , níqueis , e uma notinha de 100 réis , que mandou com a seguinte informação : ” Ai vai tudo o que tenho , até o dinheiro das crianças. Sinto muito , mas não tenho mais”. Lampião tirou a notinha de dentro do saquinho e devolveu o restante dizendo: ” Tome, não sou cego para pegar moedas.Como o dinheiro é pouco vou pegar seus cavalos”. E , montando nos cavalos saíram nos deixando com mais de umas vinte pessoas , que também tinham ali ficado. Para nós , foi um gozo , voltar todo aquele caminho a pé , cantando e falando de Jesus para aqueles que iam conosco” (SMITH , 1990 , p. 16-17)

Anúncios